22 de dezembro de 2014

BOAS FESTAS!!



Mais uma vez Natal... Mais um ano que se finda tal qual um livro que, após grandes emoções, fechamos...

Se olharmos para trás nos surpreenderemos com tudo o que conseguimos vencer, tantas barreiras ao longo da jornada, ganhos, perdas, mas acima de tudo aprendizado, crescimento. Agora é abençoar tudo isso, embrulhar - em pensamento - num lindo pacote com papel colorido e fitas de seda, e entregar nas mãos do Criador, agradecendo pela bênção  de mais uma jornada cumprida, e a oportunidade de novos tempos, novos caminhos...

Quero deixar aqui meu sincero agradecimento a cada um de vocês que honrou-me com sua presença em minha jornada, ao longo desse ano que se finda. E convido-os a continuarem comigo,  trilhando novos caminhos, compartilhando e trocando coisas da bagagem, pois vocês são especiais, sêres de Luz que iluminam a minha vida.

A todos, os meus mais sinceros votos de um FELIZ NATAL, e um ANO NOVO repleto de Boas Novas e Grandes Vitórias, na santa Paz do Senhor!!!!

Com o carinho, respeito e admiração da

Sandra Hasmann


10 de novembro de 2014

DICA DE LEITURA...

Em busca de Francisco

Ian Morgan Cron 

(Ed. Sextante)


****
Neste romance inspirador, Chase Falson, um pastor evangélico, se vê às voltas com uma crise espiritual - ele perdeu a fé em Deus, na Bíblia e na sua igreja.
Atormentado por dúvidas existenciais, ele fica ainda mais abalado com a morte repentina de uma criança da sua congregação e começa a pôr em xeque todas as certezas que antes eram os alicerces de sua vida. Seus questionamentos o fazem mergulhar em uma profunda crise espiritual e, depois de ter um colapso em pleno culto, acaba sendo afastado de seu ministério.
Decepcionado consigo mesmo por não ter se mantido firme em sua crença, Chase decide passar um tempo na Itália com seu tio Kenny, um padre franciscano. Lá ele é apresentado aos ensinamentos de São Francisco de Assis, que viveu há mais de 800 anos e cuja maneira simples de amar Jesus mudou a história do mundo e renovou a Igreja Católica em meio às trevas da Idade Média.
Considerado por muitos o “último cristão”, São Francisco foi um homem que nasceu em uma família rica, mas abriu mão de tudo o que tinha para viver como pregava Jesus Cristo, dedicando-se aos menos afortunados e amando todas as criaturas, chamando-as de irmãos.
Santo inconformista, ele não criticou a Igreja como instituição, mas também não aceitou mantê-la como ela sempre fora. Em vez disso, colocou em prática todas as mudanças que queria ver à sua volta.
Na tentativa de recuperar sua fé e preencher o vazio da alma, Chase concorda em partir em peregrinação pelos lugares sagrados em que Deus se revelou ao venerado santo italiano.
Ao longo dessa busca, ele conhece diversas pessoas que vivenciaram incríveis experiências de fé. As histórias emocionantes que elas lhe contam iluminam seu caminho para reconquistar a graça, a humildade e a alegria de viver.
****
Filho de um rico comerciante de tecidos da Itália medieval, Francisco de Assis sonhava em conquistar a glória como soldado. Mas foi justamente às vésperas de uma batalha que o Senhor se revelou a ele e mudou o seu destino.
Ao contrário dos religiosos de seu tempo, que costumavam se enclausurar em mosteiros e levar uma vida introvertida e contemplativa, São Francisco criou o hábito da pregação itinerante, seguindo à risca o Evangelho, imitando a vida de Jesus e desenvolvendo uma profunda identificação com os problemas de seus semelhantes.
São Francisco – para muitos o santo que viveu mais radicalmente o cristianismo desde Jesus Cristo – conquistou a reputação de santidade ainda em vida, não por causa de sua erudição religiosa, mas graças à sua dedicação ao próximo, bem como à sua simplicidade autêntica, sua caridade e sua visão positiva da natureza e do homem.
É essa “luz que brilhou sobre o mundo” mais de oito séculos antes que ilumina o caminho de Chase Falson, um pastor evangélico que tenta superar a crise de fé que o está consumindo. Tudo o que Chase quer é recuperar sua crença em Deus e na igreja que ele mesmo fundou numa cidadezinha no nordeste dos Estados Unidos.
O descontentamento espiritual de Chase espelha o sentimento de muitos cristãos que saem da igreja se perguntando: “Será que isso é tudo?” Eles estão cansados de sacerdotes que agem como celebridades, dogmas sem sentido e cultos em que a aparência e a encenação importam mais que qualquer ensinamento, ao passo que as questões mais profundas da vida são deixadas sem resposta.
De maneira cativante, Ian Morgan Cron entrelaça o carisma atemporal de São Francisco a questões que desafiam a Igreja contemporânea, apresentando a trajetória do santo que inspirou uma nova vida para os cristãos desiludidos e para uma instituição religiosa à beira do colapso.
Em busca de Francisco é uma história de perda e descoberta, além de um relato esperançoso e comovente, com implicações profundas para aqueles que anseiam por um relacionamento mais intenso com Deus e com o mundo à sua volta.

4 de novembro de 2014

ENTREVISTA...

Aqueles que não puderam assistir minha entrevista no programa  "CONTRAPLANO" da TV Câmara Jacareí, que foi ao ar ha quase um mês, acessem  os links abaixo.  Foi  uma adorável experiencia  participar dessa entrevista que teve 3 blocos. Confiram...




Bj grande e uma ótima semana a todos,
na santa Paz do Senhor!

Sandra

23 de setembro de 2014

Noite de autógrafos em Jacareí

Gente linda, o lançamento do meu livro  CARINA, A PRINCESA QUE NÃO PODIA ANDAR,  no MAV - Museu de Antropologia do Vale do Paraíba, em Jacareí/SP, foi  simplesmente mágico!



Não tenho palavras para agradecer tanto carinho, tanta generosidade por parte do enorme público que esteve presente. Que a magia  da "pena encantada" possa  levar cada leitor a uma profunda reflexão acerca do grande potencial inerente a todo ser humano, capaz de realizar prodígios inimagináveis, desde que consigamos crer e assimilar a máxima legada pelo Mestre Jesus, ao dizer aos seus discípulos, quando ressuscitava os mortos, caminhava sobre as águas e curava os enfermos :

- "FAREIS TUDO ISSO E MUITO MAIS!"

Vejam abaixo algumas fotos dessa noite memorável..

Eu mal podia acreditar no que estava acontecendo...

MAV - Museu de Antropologia do Vale do Paraíba, onde aconteceu o lançamento

As crianças ficavam encantadas com a capa do livro e com a pena...

Como não emocionar-me diante de uma platéia como essa?!

Meus tesouros...

Gisele Guedes, fotógrafa talentosa e grande amiga.

Autógrafos...

O livro já está à venda na livraria virtual ASABECA, da Scortecci Editora (http://www.asabeca.com.br), nas Livrarias MAXSIGMA dos shoppings Colinas e Vale Sul (ambos em São José dos Campos), e na Livraria SKILO, em Jacareí. Em breve poderá ser encontrado em outras livrarias do Brasil..

A cada um de vocês que participou desse evento, assim como todas as pessoas - crianças, jovens e adultos - que leram ou vão ler esse meu pequeno e singelo livro, o meu muito obrigada pela carinhosa atenção e pela fé em meu trabalho. Que Deus os abençoe!

Com amor...

Sandra Hasmann























7 de setembro de 2014

LANÇAMENTO NA BIENAL DE SP...

O primeiro autógrafo foi para a neta Marcella..


Com a colega de AJL Marisa Miras e o  Sr. João Scortecci


Com colegas da academia Jacarehyense de Letras e amigos...


3 de setembro de 2014

Letra e Imagem..

EXPOSIÇÃO LETRA E IMAGEM

Eu ao lado do quadro "ILUSIONES", de Norma Puig, para o qual compus o poema ILUSÕES



ILUSÕES
              de Sandra Hasmann

Aonde vais, eu te sigo lentamente
Com poesias, fragmentos sem fim...
Em minhas mãos, folhas amareladas,
Vagas e pálidas sombras de mim...

À meia luz, tal qual manto cinzento,
Adiantas-te, com teus olhos marejados;
Alma descrente, a ti me apego totalmente,
Água do tempo, frenesi  intenso, oceânico...

Passo a passo, em ritmo profano,
Por sobre pedras desgastadas de abandono,
Onde as negras profundezas tudo escondem,
Ponho-me a sonhar antigos sonhos...

Um dia virei à tona, com um toque mágico,
Montada num corcel azul, quadriculado,
Um Pégasus marinho,  transmutado,
Envolto em fortes ondas de infinito...


Aconteceu em 25 de agosto/2014,  com participação de artistas plásticos e escritores. Cada escritor inspirou-se em uma obra para escrever a poesia/texto e, poesias e obras foram expostas lado a lado.
O coquetel de abertura foi realizado com todo o glamour que os participantes merecem num dos melhores espaço alternativos para exposições de arte: o JAM Jardins.
Os apoiadores desse projeto foram:
Casa do Restaurador, Literarte, ALAB e Jornal Sem Fronteiras
As obras (pinturas e esculturas) e poemas foram submetidos para que atribuíssem a seguinte premiação:
Artes Plásticas
1º lugar: Uma “Exposição Individual”*, com curadoria completa e coquetel para 65 convidados
2º lugar: Um Kit Pintura Maimeri
3º lugar: Medalha de Mérito Cultural
Com Dinorá Couto Cançado, Dyandreia Portugal, Thereza Toscano, Paco de Assis... 
Poesia
1º lugar: A edição de um “Livro solo”* com 100 exemplares de 50 páginas
2º lugar: Um kit de 25 livros com títulos diversos para complemento de sua biblioteca particular
3º lugar: Medalha de Mérito Cultural
Participaram da exposição:
Escritores:
Ana de Andrade, Arleni Batista, Basilina Divina Pereira, Ceres Marylise, Claudete Silveira, Dinorá Couto Cançado, Doroty Dimolitsas, Edvaldo Rosa, Flávia Assaife, Hazel de São Francisco, Lucinha Lima, Roberto Ferrari, Rogério Araújo (Rofa), Rose Rocha, Roseli Hübler,
Rozelene Furtado de Lima, Sandra Hasmann
Artistas:
Adina Worcman, Ambrosina Coradi, Ana Bittar, Aura Pasin, Carmen F. Fonseca, Elsie Paiva, Marcia Vince, Maria Araujo, Monica Rocha, Neide Galli, Nequitz, Norma Puig, Roseli Hübler, Silvana Borges, Simon Abuhab, Sylvia Moore, Thereza Toscano, Tiarô, e Yiara Hillebrand
Os premiados foram:
1º lugar poesia: Basilina Pereira
2º lugar poesia: Flavia Assaife
3º lugar poesia: Dinorá Couto Cançado
1º lugar artes plásticas: Elsie Paiva
2º lugar artes plásticas: Ana Bittar
3º lugar artes plásticas: Aura Pasin
Com a colunista Lucinha Lima, o Curador de Arte Paco de Assis e Eliana Tsuru

Menções honrosas poesia:
Rogério Araújo (Rofa), Sandra Hasmann, Doroty Dimolitsas, Lucinha Lima, Roseli Hübler, Edvaldo Rosa e Rose Rocha
Menções honrosas artes plásticas:
Yiara Hillebrand, Adina Worcman, Norma Puig, Simon Abuhab, Nequitz, Marcia Vince e Neide Galli.
Vejam toda a matéria e fotos em http://ciaartecultura.com.br/portal/?page_id=1592 

12 de agosto de 2014

Jornal SEM FRONTEIRAS

Edição agosto/setembro 2014

Queridos, não deixem de conferir a mais recente edição do nosso Jornal SEM FRONTEIRAS - o mais importante periódico cultural do Brasil, também distribuído em mais de vinte países.

Nessa edição minha coluna - UM DEDINHO DE PROSA - está na página 12. Confiram...




Clique na imagem acima ou neste link para visualizar


Aproveito a oportunidade para convidar a todos a visitar e conferir mais fotos em:

Boa leitura!

Sandra Hasmann

5 de agosto de 2014

Meu novo livro...

CARINA - a princesa que não podia andar...

 

Bibí, minha netinha numero dois,  com minha mais nova produção : CARINA - A PRINCESA QUE NÃO PODIA ANDAR - livro infanto juvenil, para crianças e jovens de todas as idades, "até além dos 80 anos"...

 Será lançado no dia 22/08 próximo, na Bienal de SP. Estarei autografando das 16 às 18hs no stand da Editora Scortecci. Espero  todos vocês lá!!

E o lançamento em Jacareí será no dia 11/09, quinta feira, no MAV - Museu de Antropologia do Vale do Paraíba - às 20hs. Postarei os convites tão logo estejam prontos.


O livro aborda  temas bastante  discutidos hoje: a DISCRIMINAÇÃO e a INCLUSÃO. Conta a história da princesinha Carina e seu nobre amigo Dom Inácio de Campânula. Um livro para aquecer corações e despertar otimismo e alegria de viver. Vocês vão amar!!!

E, imaginem vocês que, ao postar hoje, no facebook, sobre o lançamento do livro CARINA, eis que recebi uma mensagem que encheu meu coração de alegria:

"Tia Sandra Hasmann parabéns pelo novo livro ( Carina ), e aproveitando o novo, eu tenho um que faz 22 anos... maravilhoso... Parabéns"...


A emoção que senti foi indescritível!! Eu já havia esquecido desse livro, pois já se passaram muitos anos..
Que doce lembrança... Jennifer, hoje uma linda jovem, casada e mãe, era uma garotinha quando escrevi o livro ATRAVÉS DO ARCO-IRIS, e vejam vocês, ela ainda o tem. São coisas assim que nos instigam a continuar nessa arte da Literatura, tecendo sonhos, incitando tomadas de consciência, liberando a criança interior, a princesa, o príncipe e as fadas que encantam e tornam a vida mais leve, mais colorida e mais bonita... Obrigada, querida Jennifer, pela carinhosa atenção.

Com carinho,
Sandra Hasmann

23 de julho de 2014


JOÃO UBALDO RIBEIRO

(23 de janeiro de 1941 /18 de julho de 2014)

"Em tese, somos capazes de nos apaixonar por tantas pessoas quantas sejamos capazes de lembrar, o limite é este, não um ou dois, ou três, ou quatro, ou cinco, ou dezessete, todos esses números são arbitrários, tirânicos e opressores."
- João Ubaldo Ribeiro -  

* Veja a Biografia de João Ubaldo Ribeiro em:  http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=702&sid=319 e http://www.e-biografias.net/joao_ubaldo_ribeiro/ 

____________________________________________________

RUBEM ALVES

(15 de setembro de 1933/19 de julho de 2014)

"A alma é uma borboleta. Há um instante em que uma voz nos diz que chegou o momento de uma grande metamorfose".
- Rubem Alves -

*Veja biografia de Rubem Alves em: http://www.releituras.com/rubemalves_bio.asp  e http://www.rubemalves.com.br/site/

________________________________________________________________________

ARIANO SUASSUNA

(16 de junho de 1927/ 23 de julho de 2014 )

" Tenho duas armas para lutar contra o desespero, a tristeza e até a morte: o riso a cavalo e o galope do sonho. É com isso que enfrento essa dura e fascinante tarefa de viver.."

- Ariano Suassuna -  

*Veja biografia de Ariano Suassuna em: http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=226&sid=305 e http://educacao.uol.com.br/biografias/ariano-suassuna,jhtm 


7 de maio de 2014

11 de maio - Dia das Mães

Para Sempre 

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento. 

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade
(FONTE: http://pensador.uol.com.br/poesia_sobre_mae_de_poetas_famosos/)

23 de abril de 2014





Hoje é considerado mundialmente o dia do livro e do direito de autor!

Esta data é em homenagem a grandes autores da literatura mundial que nasceram ou faleceram neste dia, como é o caso de William Shakespeare, que segundo dados nasceu e morreu no dia 23 de abril.
A data é oficialmente celebrada desde 1995, após a XXVIII Conferência Geral da UNESCO.
Mais de 100 países comemoram este dia.

20 de abril de 2014


(FONTE: http://dani-alfabetizacaodivertida.blogspot.com.br/2013/04/21-de-abril-dia-de-tiradentes.html)

17 de abril de 2014

* Amigos, eu não poderia deixar de prestar aqui o meu tributo a esse grande escritor que "fez história", e deixou-nos tantos tesouros em forma de ensinamentos e escritos, com o belíssimo texto da querida mestra Esther Rosado, da Academia jacarehyense de Letras. 

 (Sandra Hasmann)




GABRIEL GARCIA MARQUEZ
- por Esther Rosado -


Meus amigos-que-amam-literatura,
“MUITOS anos depois, diante do pelotão de fuzilamento, o Coronel Aureliano
Buendía havia de recordar aquela tarde remota em que seu pai o levou para conhecer o
gelo. Macondo era então uma aldeia de vinte casas de barro e taquara, construídas à
margem de um rio de águas diáfanas que se precipitavam por um leito de pedras
polidas, brancas e enormes como ovos pré-históricos. O mundo era tão recente que
muitas coisas careciam de nome e para mencioná-las se precisava apontar com o dedo.
Todos os anos, pelo mês de março, uma família de ciganos esfarrapados plantava a sua
tenda perto da aldeia e, com um grande alvoroço de apitos e tambores,dava a conhecer
os novos inventos.”

O pequeno trecho que voces acabaram de ler é a abertura do romance Cem anos de solidão, de García Marquez, publicado em 1967: uma lição de como narrar.
Macondo, pequeno vilarejo que abriga  as personagens do romance, é uma bela metonímia de um mundo mágico e comovedor, lugar em que homens, mulheres, velhos e crianças estão à mercê dos acontecimentos da existência, uma cidade  que nos fascina, embora muitas pessoas ainda apreciem as novelas da Globo.
Entre nós, tenho certeza de que todos lemos o velho Gabo e seu encanto , prêmio Nobel da Literatura; Encantou-me especialmente sua novela Ninguém escreve ao coronel , que virou filme, e o romance O amor nos tempos do cólera, com aquele barco à deriva a simbolizar como o mundo às vezes nos nomeia e dilacera e como as nossas pestes pessoais nos afastam dos nossos verdadeiros amores.
Um homem fantástico, um escritor nutrido de lembranças, sons, cheiros, paladares, que escolheu justo esse 17/4 para morrer. Hoje, há  10 anos, morria  também meu pai que era fã de García Marquez e seu leitor fanático.
Então, para quem ainda não o leu , um conselho: está faltando algo na sua formação acadêmica porque ele é e será sempre uma bela e comovente lição de como se faz boa literatura.
Bjs a todos,
Hoje é dia de luto literário universal.

Que a Páscoa tenha o sentido que ela deverá ter em nós...

15 de abril de 2014

Mario Lago e  Jacareí...

Trecho do livro "Bagaço de Beira-Estrada" de 1977 de autoria de Mário Lago :

"A secura com que esperávamos a parada do trem em Jacareí, onde um bando de garotos vendia uns biscoitos feitos na terra, mesmo, chamados por meu pai de manjar dos deuses. Os trens Rio-São Paulo não param mais em Jacareí, os biscoitos ainda existem e são vendidos nos restaurantes de estrada. Há pouco tempo comprei cinco pacotes, disposto a matar o desejo de tantos anos. Não me pareceram tão gostosos como naquele tempo. Ou será que a saudade é um elemento de poluição ainda não catalogado pela ciência? Ou será que os biscoitos continuam com o mesmo gosto que sempre tiveram e meu paladar é que mudou?"

(Vejam a biografia de Mario Lago acessando http://www.e-biografias.net/mario_lago/)

12 de abril de 2014

Noite de muito glamour e badalação...


Um cast de primeira, a serviço da cultura brasileira e mundial...

... No aniversário do nosso Jornal SEM FRONTEIRAS...

Parabéns a todos os membros dessa família maravilhosa  que, como eu, compõe o cast desse que já é o mais importante periódico cultural do Brasil, também distribuído em mais de 20 países...

Um brinde a todos vocês, queridos leitores e parceiros, que são os verdadeiros responsáveis por nosso sucesso!!!
MEUS MAIS RECENTES TESOUROS...






O que dizer, além de MUUUUUITO OBRIGADA pela fé, oportunidade e carinhosa atenção ao meu trabalho...?!

Esses prêmios preciosos, mais do que meus, são de  vocês, pessoas queridas que, com grande generosidade, me acompanham ao longo dessa fascinante e mágica jornada chamada VIDA...

E "VAMO QUE VAMO"!!!!!!

Sandra Hasmann





25 de março de 2014

CONVITE...

Foto
GOSTO DE LUZ...
                                                         (Sandra Hasmann)




Gosto de Luz, como a dos olhos inocentes de uma criança, a iluminar seus caminhos e a todos que com eles sejam olhados... 
Gosto das explosões de Luz no tilintar de uma fogueira, a despertar em mim o calor ancestral dos meus bisavós ciganos...
 Gosto da Luz do clarão da Lua a inspirar-me nos momentos de solidão e magia, ou até mesmo numa réstia de sol a iluminar meus cabelos diante de uma vidraça...
 Gosto de gente Luz, que clareia e ilumina a vida e a alma de todos os que cruzam seus caminhos...
 Gosto de Luz, porque, acima de tudo, ela ilumina as trevas da ignorância, do desamor, dos maus instintos, da desumanidade...
 Gosto de Luz pq Deus é Luz, e eu gosto de Deus...

20 de março de 2014

OUTONO...

"O Outono é um caminhante melancólico e gracioso que prepara admiravelmente o solene adágio do inverno." 

- George Sand - 

___________________________________________________________________


CANÇÃO DE OUTONO
                                          - Mario Quintana -


O outono toca realejo
No pátio da minha vida.
Velha canção, sempre a mesma,
Sob a vidraça descida…

Tristeza? Encanto? Desejo?
Como é possível sabê-lo?
Um gozo incerto e dorido
De carícia a contrapelo…

Partir, ó alma, que dizes?
Colher as horas, em suma…
Mas os caminhos do Outono
Vão dar em parte nenhuma!

_____________________________________________________

Crepúsculo de Outono

O crepúsculo cai, manso como uma benção.
Dir-se-á que o rio chora a prisão de seu leito…
As grandes mãos da sombra evangélicas pensam
As feridas que a vida abriu em cada peito.
O outono amarelece e despoja os lariços.
Um corvo passa e grasna, e deixa esparso no ar
O terror augural de encantos e feitiços.
As flores morrem. Toda a relva entra a murchar.
Os pinheiros porém viçam, e serão breve
Todo o verde que a vista espairecendo vejas,
Mais negros sobre a alvura unânime da neve,
Altos e espirituais como flechas de igrejas.
Um sino plange. A sua voz ritma o murmúrio
Do rio, e isso parece a voz da solidão.
E essa voz enche o vale…o horizonte purpúreo…
Consoladora como um divino perdão.
O sol fundiu a neve. A folhagem vermelha
Reponta. Apenas há, nos barrancos retortos,
Flocos, que a luz do poente extática semelha
A um rebanho infeliz de cordeirinhos mortos.
A sombra casa os sons numa grave harmonia.
E tamanha esperança e uma tão grande paz
Avultam do clarão que cinge a serrania,
Como se houvesse aurora e o mar cantando atrás.
Manoel Bandeira
______________________________________________

Poema de Outono

Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser… sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.
Pablo Neruda
_____________________________________________